Fuso-horário internacional

Translate

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

PÁGINAS

Voltar para a Primeira Página Ir para a Página Estatística Ir para a Página Geográfica Ir para a Página Geopolítica Ir para a Página Histórica Ir para a Página Militar

quinta-feira, 8 de março de 2012

Exército da Siria captura militares da França em Homs.

Publicado por dinamicaglobal.wordpress.com em 06 de março de 2012.


O Exército sírio ao realizar uma operação anti-terrorista na cidade de Homs deteve a militares franceses, que disseram ser prisioneiros dos extremistas no interrogatório, mas recusaram explicar com que finalidade chegaram a Síria, comunicaram hoje agencias sírias.

O Exército Livre Sírio, que junta voluntários, desertores e mercenários e combate do lado da oposição, não oculta que a França e os EUA forneça-lhe armas e sistemas de defesa anti-aérea.

A Liga Árabe tão pouco exclui a possibilidade de fazer, segundo anunciou na véspera no Cairo seu secretario geral, Nabil El Arabi. O porta-voz do Ministério do Exterior sirio, Yihad Makdisi, disse a respeito que as autoridades sírias desde o início das desordens no país declaravam que o fornecimento de armas tornam perigosas as negociações.

“Consideramos como ingerência agressiva nos assuntos internos da Síria os planos do Qatar de armar a la oposição. Todo país que o faça deve assumir a responsabilidade pelo derramamento de sangre na Síria. Convidamos os nossos irmãos do Qatar, Arábia Saudita e outros Estados árabes a cooperar com o objetivo de obrigar à oposição a estabelecer o diálogo”, declarou.

O enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe, Kofi Annan, que dentro de pouco tempo viajará a Damasco, atualmente está realizando consultas com o secretário geral da ONU, Ban Ki-moon.

Segundo Annan, o objetivo de sua visita consiste em por fim à violência na Siria e garantir-lhe ajuda humanitária internacional. Annan recibeu também um convite para visitar Moscow. Esperam por ele no Ministério do Exterior da Rússia para conversações, informou o escritório de imprensa da chancelaria russa. Desde há quase um ano, Síria é cenário de violentos choques entre a oposição e as forças governamentais.


A ONU estima em mais de 7.500 as vítimas mortais dos confrontos na Síria. As autoridades sirias por sua vez reportaram mais de 2.000 vítimas mortais entre os soldados e os policiais que enfrentam a milícias fortemente armadas.

A comunidade mundial intenta pressionar Assad. Foram impostas sanções econômicas à Siria. O presidente Assad preparou várias reformas para estabilizar a situação no país. Em 26 de fevereiro, na Siria se celebrou um referendo em torno ao projeto de uma nova Constituição que abre possibilidades equitativas ante todos os partidos políticos. Os adversários de Assad qualificaram esse referendo como uma “farsa”.

Fonte: Ria novosti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas postagens

posts relacionados (em teste)

Resumo

Uma parceria estratégica entre França e Rússia tra ria benefícios econômicos para a Europa?

SPACE.com

NASA Earth Observatory Natural Hazards

NASA Earth Observatory Image of the Day

ESA Science & Technology