Fuso-horário internacional

Translate

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

PÁGINAS

Voltar para a Primeira Página Ir para a Página Estatística Ir para a Página Geográfica Ir para a Página Geopolítica Ir para a Página Histórica Ir para a Página Militar

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Rússia construirá outro centro espacial na Sibéria para potencializar sua estratégia espacial.

Publicado por dinamicaglobal.wordpress.com em 23 de abril de 2012.
 
Plataforma de lançamento no Cosmódromo de Plesetsk, Rússia.

Rússia prevê construir um novo centro de lançamentos na Sibéria para potencializar sua estratégia espacial, informa em sua edição de  12/04 o periódico Kommersant.

A iniciativa para a criação de uma nova base espacial no território da Federação russa partiu de um decreto do presidente Vladimir Putin de 6 de novembro de 2007. Putin não deixou desde então de recordar a importância estratégica desta infra-estrutura, afirmando que “se trata de um dos projetos de maior envergadura e mais ambiciosos da Rússia de hoje”.


Se trata de uma afirmação com a qual é difícil não estar de acordo. Sobre todo se temos em conta que a base espacial de Plesetsk do Ministério da Defesa russo não é utilizada para o lançamento de vôos tripulados e que o centro espacial de Baikonur, apesar de ter firmado um contrato de arrendamento com o Cazaquistão por 50 anos, não está situado no território russo. Esta última circunstância parece ter sido chave para a criação do novo centro espacial Vostochny.


A nova base espacial surgirá nos terrenos do antigo cosmódromo Svobodny, situado na cidade secreta de Uglegorsk na província de Amur. A construção do novo complexo espacial está prevista para um prazo de oito anos. Para um projeto destas dimensões se trata de um prazo relativamente curto já que as tecnologias empregadas nele, mesmo passando esses oito anos, seguiram sendo as mais avançadas a nível o mundial.



O centro espacial de Vostochny se situará, além, no centro da ‘Estratégia de Desenvolvimento do Setor Espacial até 2030’, um documento que marca para a agencia espacial russa Roscosmos as linhas mestras de atuação para os próximos anos. Assim acredita o principal responsável da Roscosmos, Vladimir Popovkin, que tem por certo que 2012 é um ano decisivo para que a base de Vostochny esteja operacional se se seguirem os prazos previstos.


O projeto de Vostochny não pode deixar de ter consequências no centro espacial de Baikonur. Romper o contrato de arrendamento que tem firmado até 2050 é uma opção que as autoridades russas não pretendem inclusive quando Vostochny estiver a pleno rendimento. Cazaquistão, por outro lado, não oculta sua insatisfação pelo valor que a Rússia paga por Baikonur (uns 115 milhões de dólares ao ano).

Clique na imagem para ampliar.

Dado que as condições técnicas de Baikonur no dia de hoje não são as melhores, não faria muito sentido a Rússia investir na modernização do cosmódromo cazaque. Sobre todo se a base espacial de Vostochny permite às autoridades russas livrarem-se dos potenciais riscos políticos de ter o centro mais importante de lançamentos espaciais no território de outro país.


fonte: Ria Novosti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Últimas postagens

posts relacionados (em teste)

Resumo

Uma parceria estratégica entre França e Rússia tra ria benefícios econômicos para a Europa?

SPACE.com

NASA Earth Observatory Natural Hazards

NASA Earth Observatory Image of the Day

ESA Science & Technology